Gosta de reformas? Acompanhe a restauração do gigante Museu do Ipiranga

153 0
museu

O Museu Paulista da Universidade de São Paulo, conhecido como Museu do Ipiranga, foi inaugurado em 7 de setembro de 1895 como museu de História Natural, e foi um marco representativo da Independência e da História do Brasil e Paulista.

Como é um prédio histórico, está passando por uma grande reforma, que promete torná-lo mais seguro e moderno para seus visitantes.

As obras começaram em 2019 e a expectativa é que fiquem prontas em 2022, para comemorar os 200 anos de Independência do Brasil.

A reforma em números

No início de março deste ano, foi anunciada a marca de 50% de conclusão da nova estruturação metálica do museu, projetada pela engenheira Heloisa Maringoni, e o material escolhido foi o aço. A estrutura toda contará com 120 toneladas de aço.

Como explica a engenheira Heloísa, “O sistema em aço foi escolhido porque o Museu, por ser um edifício tombado, tinha limitações quanto às dimensões de peças, detalhes de vinculação, poucos pontos possíveis de apoio e necessidade de prontidão na performance estrutural. Mas como diria o pintor suíço naturalizado alemão, Paul Klee, toda limitação é um apoio”.

O novo museu terá uma área nova de 6.800 m², com novas lojas, cafés e salas de exposições. Com a nova área, o museu poderá receber cerca de 5.000 visitantes por ano.

Projeto Novo Museu do Ipiranga.
Imagem: http://museudoipiranga2022.org.br/novo-museu

E a obra também conta com a tecnologia digital.

 A equipe de gestão da restauração lançou um Passeio Virtual pelas obras do museu, atualizado com fotos mensais do canteiro completo. Você pode fazer um tour e acompanhar os trabalhadores clicando aqui.

Fonte

Jornal da Construção Civil/noticias https://www.jornaldaconstrucaocivil.com.br/revitalizacao-do-museu-do-ipiranga-utiliza-120-toneladas-de-aco/

Deixe uma resposta