Estudo mostra que Brasil perdeu 15% da superfície de água desde o começo dos anos 1990

1001 0

O Brasil está secando. É o que mostra um estudo inédito da MapBiomas, que analisou imagens de satélite de todo o território nacional entre 1985 e 2020. O trabalho concluiu que o país vem perdendo 15% da superfície de água desde o começo dos anos 1990.

No Mato Grosso do Sul, a perda foi a mais significativa, de 57% da superfície de água.

Entre as causas estão o uso da terra, construção de barragens, poluição e uso excessivo dos recursos hídricos, além das mudanças climáticas.

Os dados indicam uma clara tendência de perda de superfície de água em 8 das 12 regiões hidrográficas – em todos os biomas do país (gráficos abaixo).

A superfície coberta por água do Brasil em 2020 era de 16,6 milhões de hectares, uma área equivalente ao estado do Acre ou quase 4 vezes o estado do Rio de Janeiro.

Desde 1991, quando chegou a 19,7 milhões de hectares, houve uma redução de 15,7% da superfície de água no país.

A perda de 3,1 milhões de hectares em 30 anos equivale a mais de uma vez e meia a superfície de água de toda região nordeste em 2020.

Carlos Souza, coordenador do estudo do MapBiomas, explica que: “Mudanças no uso e cobertura da terra, construção de barragens e de hidrelétricas, poluição e uso excessivo dos recursos hídricos para a produção de bens e serviços alteraram a qualidade e disponibilidade da água em todos os biomas brasileiros. Ao mesmo tempo, secas extremas e inundações associadas às mudanças climáticas aumentaram a pressão sobre os corpos hídricos e ecossistemas aquáticos”.

Em 30 anos, todos os biomas tiveram redução da superfície de água no Brasil — Foto: MapBiomas / Reprodução
Em 30 anos, todos os biomas tiveram redução da superfície de água no Brasil. Fonte: MapBiomas/Reprodução.

Crise hídrica

O país vive o pior índice de chuvas dos últimos 91 anos, e se prepara para atravessar uma das piores crises hídricas e energéticas.

Os reservatórios de hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste chegaram ao fim de julho com o armazenamento médio mais baixo de toda a série histórica disponibilizada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) – que teve início em 2000.

Os números para o mês são piores até mesmo de julho de 2001, ano em que o país enfrentou um racionamento de energia.

Fontes:

Foto de capa: Jason Auch from Calgary. CC BY 2.0 https://creativecommons.org/licenses/by/2.0, via Wikimedia Commons

Adriana Freitas. Brasil perde 15% de superfície de água desde o começo dos anos 1990. CNN.com, 23 de agosto, 2021.

Guilherme Justino. Em 30 anos, Brasil perdeu 15% de toda sua superfície de água, mostra MapBiomas. Um só planeta, 23 de agosto, 2021.

Deixe uma resposta