Desenvolvida primeira ferramenta forense do mundo para avaliar estruturas de concreto danificadas pelo fogo

959 0

Geralmente, quando o concreto é exposto ao fogo, os produtos de hidratação em uma matriz de cimento são decompostos quimicamente.

Isso leva a rachaduras, deterioração dramática da resistência e até mesmo ao fim de sua vida útil como estrutura.

No entanto, não existe uma técnica amplamente aceita que possa avaliar com precisão o nível de dano devido ao fogo.

Várias técnicas são introduzidas em trabalhos de pesquisa, como observação visual, teste de compressão, espectro de UV, medição de oxigênio, mas nenhuma delas pode dar uma pista científica se a estrutura em cenas de incêndio deve ser substituída ou reparada.

Isso ocorre porque seus resultados nem sempre são precisos, não são reproduzíveis e, portanto, não se aplicam a cenas reais de incêndio.

A nova ferramenta

Para ajudar nessa questão, uma equipe de pesquisa liderada pelo Dr. Youngsun, do Departamento de Pesquisa de Segurança contra Incêndios do KICT (Instituto Coreano de Engenharia Civil e Tecnologia de Construção), desenvolveu a ferramenta F2IS, Fire Forensic Investigation of Structure, ou, Investigação Forense de Incêncio de Estruturas.

A nova ferramenta utiliza amostras do concreto danificado e algoritmos computacionais para gerar dados que podem ajudar a entender o incêndio e dizer se a estrutura deve ser modificada ou não.

Funcionamento

A F2IS segue a uma série de protocolos:

  • A ferramenta começa com a entrada em uma cena de incêndio, seguida por um projeto prático de amostragem para a estrutura de concreto danificada pelo fogo, onde são coletadas amostras de cerca de 2 gramas a cada 10 milímetros de profundidade de concreto danificado;
  • Depois, um projeto experimental seleciona os dispositivos químicos apropriados para analisar as amostras específicas, seguido de um algoritmo de perfil químico para selecionar os principais recursos do resultado químico e, finalmente, um algoritmo de interface de aprendizado profundo para comparar os resultados encontrados com dados já disponíveis sobre outros incêndios.
World first forensic tool for fire-damaged concrete structure
Á esquerda: com um dispositivo de perfuração manual portátil, amostras do concreto são coletadas. À direita: resultados finais das temperaturas do fogo em cada profundidade onde as amostras são tiradas e as curvas de tempo-temperatura na superfície do concreto são resultados do trabalho computacional da ferramenta. Fonte: Instituto Coreano de Engenharia Civil e Tecnologia de Construção (KICT).

Com a ferramenta F2IS, em menos de duas semanas pode-se concluir todo o procedimento de análise estrutural do incêndio, o que pode minimizar custos, apoiar a continuidade dos negócios e clarificar as reais causas do fogo, reduzindo responsabilidades equivocadas.

A equipe de pesquisa registrou a patente da tecnologia original e planeja explorar empresas na demanda para comercializar a ferramenta F2IS para avaliar concreto danificado pelo fogo em locais de incêndio.

Fonte:

World first forensic tool for fire-damaged concrete structure. EurekAlert. 12 de novembro, 2021.

Deixe uma resposta