Conheça os tipos de drones e como utilizá-los na sua obra

282 0
drone

As novas tecnologias digitais das últimas décadas chegaram com o propósito de aumentar a produtividade, reduzir tempo e custos e aumentar a segurança.

É exatamente essa a ideia de utilizar os chamados Veículos Aéreos Não Tripulados, ou simplesmente drones. Eles já são aplicados amplamente na agricultura, segurança pública, para fins militares, e também na ciência e na pesquisa.

Na construção civil, os drones podem fornecer um auxílio nunca visto antes na história do setor. Só para se ter uma ideia, a indústria da construção viu um aumento de quase 240% no uso de drones nos últimos anos, maior do que qualquer outra área comercial.

Mas o que um drone pode oferecer para a obra? Dependendo do tipo do equipamento e das suas funções acopladas, um drone pode aumentar a comunicação entre os trabalhadores da construção, melhorar a segurança do local, realizar medições topográficas de grandes áreas, e ainda fazer levantamentos aéreos completos de edifícios, pontes, estradas e rodovias.

Qual tipo de drone usar?

Podemos encontrar diferentes tipos de drones, e eles são classificados principalmente pela característica de sua plataforma aérea. Existem os drones de asa fixa, os drones multi-rotor, os drones de rotor único e drones híbridos.

Vamos ver como funciona cada um deles e como podem ser empregados na construção civil.

Drone multi-rotor

Esse é o tipo de drone mais conhecido e mais utilizado, tanto para diversão quanto no uso comercial.

Multi-rotor quadricóptero. Fonte: Dkroetsch/Wikipedia

Um multi-rotor pode ter 3 ou mais rotores, e seu principal uso na área da construção civil é fazer fotografias, gravação de vídeo e levantamento aéreo (aerofotogrametria). Como pode ficar parado no ar, é excelente para o mapeamento detalhado de edifícios.

No entanto, a principal desvantagem desse tipo de drone é sua resistência, altitude e velocidade, que são limitadas. Devido a isso, ele não é muito adequado para o mapeamento aéreo em grande escala, como estradas, linhas de energia, e rodovias, por exemplo. Dependendo do peso do drone e da câmera acoplada, os multi-rotor podem ficar no ar por no máximo uns 30 minutos.

Drone de asa fixa

Esse tipo de drone é o mais indicado para o mapeamento de grandes áreas. Isso porque a base de seu funcionamento é a mesma dos aviões.

Drone
Drone Asa Fixa. Fonte: https://www.fwi.co.uk/machinery/four-key-questions-about-farm-drones-and-uavs

Como esses drones possuem asas fixas, eles não precisam de energia para mantê-los no ar, somente para avançar. Além disso, podem atingir altitudes muito boas e velocidades maiores, facilitando o mapeamento de grandes áreas em pouco tempo.

No entanto, como as asas são fixas, eles são incapazes de se manter no ar em algum lugar. Sendo assim, eles não são indicados para mapear pequenas áreas que precisam de longos períodos de análise estática, como um edifício por exemplo.

Outra desvantagem deste tipo de drone é a sua decolagem e aterrissagem no solo. Como se fosse um mini avião, ele precisa de uma pista para levantar e descer ou de captadores específicos.

Drone de rotor único

São verdadeiros mini helicópteros, com um único rotor em sua estrutura e uma hélice de cauda.

Image Source
Drone Helicóptero. Fonte: https://www.circuitstoday.com

Esses drones podem até ter motores a gasolina, o que facilita uma maior duração no ar.

Além disso, eles podem carregar um scanner ou uma antena, por exemplo, e são ideais se a ideia for voar por um longo tempo e ter que carregar uma carga.

Como desvantagem, eles são bem mais complexos e têm custos mais elevados, além da manutenção ser mais cara que os outros tipos de drones.

Drone híbrido

UAVenture And Flyingwings Release RTF Hybrid VTOL Evaluator - UASweekly.com
Drone híbrido. 4 rotores e asas. Fonte: https://uasweekly.com/2017/02/19/uaventure-flyingwings-release-rtf-hybrid-vtol-evaluator/

Esse é o tipo de drone mais recente, e combina as características do multi-rotor com o de asa fixa.

A ideia de combinar os benefícios dos rotores e asas, é que ele pode decolar verticalmente e, em seguida, entrar em voo horizontal usando suas asas, não necessitando de pista para decolagem ou aterrissagem.

Esse tipo de drone pode ter uma autonomia de voo muito longa, e tem sido especialmente planejado para o mapeamento de grandes áreas agrícolas.

Antes de comprar, consulte a legislação!

Antes de comprar um drone, é importante ficar de olho na legislação brasileira.

Atualmente, o uso de drones é regulado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), e além de regulamentações, também existem certificações e registros necessários dependendo do tipo e utilização do aparelho. Consulte aqui todas as informações.

Sem dúvida, os Veículos Aéreos Não Tripulados são tendência e irão ocupar cada vez mais setores sociais e industriais. Os recursos que um equipamento desses pode oferecer permite a economia de custos, de tempo, de riscos e de mão de obra, o que certamente interessa a engenheiros, empreiteiros e investidores do ramo da construção civil.

Referências

The 2020 Drone Buying Guide. Em: https://unearthlabs.com/blog/construction-tech/drone-buying-guide/#DYN. 2020.

Tkáč, M.; Mésároš, P. Utilizing drone technology in the civil engineering. SSP – JOURNAL OF CIVIL ENGINEERING. 2019.

Agência Nacional de Aviação Civil. Regulamentações DRONES. Em: https://www.gov.br/anac/pt-br/assuntos/drones.

Drone Services and Data Solutions. Drone Types: multi-rotor vs fixed-wing vs single rotor vs hybrid vtol. Em: https://www.auav.com.au/.

Deixe uma resposta